Descubra como se tornar um contador consultor em 3 passos simples

O Lune possibilita o contador ser mais estratégico no mercado atual

Se o contador não mudar a mentalidade as oportunidades  ficarão cada vez mais escassas

Contador, você tem a impressão que seu negócio não está crescendo? Que os anos passam e você não vê de fato o lucro do seu negócio? Tem medo da sua profissão acabar devido as constantes mudanças de cenário? Se você respondeu sim a uma dessas perguntas, está na hora de você mudar o seu mindset e deixar de ser um contador despachante.

De acordo com uma pesquisa do Sebrae, 47% das empresas fecham antes de completar 5 anos. Os motivos que acarretam essa mortalidade precoce das empresas na  maioria das vezes estão ligados a problemas administrativos. Tendo em vista que 100% delas passaram pelas mãos de um contador, onde estava este profissional quando essa empresa entrou em “apuros”? Provavelmente despachando e cumprindo as obrigações e conformidades.

Todavia, a boa notícia é que essa fatia do mercado (promissora) está esperando por você e por bons negócios. As oportunidades estão aparecendo para os profissionais que estão se reinventando diante de um cenário digital e tecnológico.

E essa “nova” possibilidade está agregando valor ao serviço contábil. Sabe aquela sensação de trabalhar para o governo ou ser um mal necessário para o seu cliente? É justamente  sobre o fim dessa era. Estamos falando do chamado contador consultor ou contabilidade consultiva.

Já pensou se todas essas empresas tivessem um profissional capacitado ao lado para ajudar na gestão? Provavelmente haveria uma queda muito grande neste percentual de mortalidade e o haveria um crescimento dessas empresas, saiba como fazendo um diagnóstico:

3 passos para ser um contador consultor:

1 – Mudar a mentalidade:

É simplesmente deixar de pensar só na conformidade e na obrigação. É pensar fora da caixa no sentido de procurar ações para que o seu cliente tenha mais sucesso.

2 – Ampliar o conhecimento:

O contador principalmente tem que entender muito de contabilidade e da parte técnica. Mas também é preciso ampliar as áreas de conhecimento. Começar a entender de marketing, economia, vendas e outras áreas que podem dar um “up” em seu negócio.

3 – Começar de dentro para fora:

Não adianta querer ajudar o cliente se o próprio escritório contábil estiver precisando de melhorar os processos internos. Você tem que fazer da sua empresa o seu maior case de sucesso. Como? Investindo em tecnologia, em sistemas que automatizem os processos e diminuam o retrabalho. Melhorando a performance da sua equipe, diminuindo erros e aperfeiçoando o controle interno.

O que acontece atualmente é que contabilidade e cliente trabalham desconectados. O resultado disso é: cliente mandando documentação errada, documentos faltando, erros de digitação e muito retrabalho.

Para transformar o seu negócio e ser um contador consultor sua empresa contábil deve estar conectada a empresa do seu cliente. Usar a tecnologia ao seu favor e a favor do seu escritório, e assim poder de fato, prosperar seu negócio contábil.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat